O vazio do vazio

Há dias como hoje Em que preciso muito pensar Para nenhum sentido encontrar Na comida que engulo Nos relatórios que produzo Em algum momento, sentido algum faz a produção   De sentido nenhum é que se faz produção Então alguém me diz, É que estou em negação E não há nada mais certo que isso…

Mundo de Chão

O chão é berçário de jardins. Do fundo rompem raízes e brotam árvores. Suas copas se esticam ao alto do chão.   No chão Uma vastidão   O céu nunca ocupa o chão. Do alto abaixo, nada brota. No céu não se anda, não se deita, não se cai.   Se as nuvens fossem algodões Plantaríamos feijões   Chão…

algar

Lá, naquela morada soturna do pensamento, Onde as dúvidas são paladinas e as repostas pusilânimes, É inverossímil qualquer possibilidade para além da clausura.   Lá, naquela morada, É onde se encontra a curiosidade, Trêmula, Acobertada pelo medo e toda sua insipiência.   Lá, naquela morada, É possível esconder-se do intruso E renunciar a qualquer possibilidade…